SAP traz para Portugal laboratório de inovação

0
9051

Um espaço de coinovação que chama estudantes, profissionais, empresas, universidades e os principais intervenientes (players) do mercado com uma voz ativa na estratégia de transformação digital atualmente em curso. Esta será, para Luís Urmal Carrasqueira, diretor-geral da SAP Portugal, a melhor forma de definir o SAP Next-Gen Lab, o laboratório de coinovação que a empresa de desenvolvimento de software de gestão empresarial está a implementar no país, em parceria com a NOVA Information Management School (NOVA IMS). As duas entidades estão a finalizar as negociações para a abertura de um laboratório de inovação, que será apenas o primeiro de cinco que a tecnológica quer criar em universidades nacionais nos próximos anos.

Em Portugal, o projeto é pioneiro, mas o modelo que por cá será aplicado já dá cartas a nível internacional. O SAP Next-Gen foi lançado no ano passado, como uma extensão do programa mundial SAP University Alliances, que agrega 3335 instituições de ensino em 111 países, entre os quais Portugal, em torno da ambição de aproximar o ensino superior da realidade empresarial. Trata-se de uma comunidade de inovação viabilizada através de uma rede, em crescimento, de laboratórios em universidades e locais onde a SAP está presente, que “têm como objetivo interligar empresas e a próxima geração de inovadores a nível mundial”, explica o diretor-geral da SAP Portugal.

Estão atualmente em funcionamento 63 SAP Next-Gen Labs. O objetivo de Luís Urmal Carrasqueira é criar cinco em universidades nacionais a médio prazo, colocando o país na rota de inovação mundial da transformação digital, em áreas como IoT (internet das coisas), machine learning (aprendizagem de máquinas), blockchain (protocolo de confiança, usado, por exemplo, na Bitcoin), realidade virtual, robótica ou apps (aplicações) empresariais iOS.

O SAP Next-Gen Lab da NOVA IMS será o primeiro a nível nacional. A SAP está ainda a alinhar com a escola os últimos detalhes para colocar o laboratório em funcionamento, mas Luís Urmal Carrasqueira explica que os propósitos da plataforma são muito claros: “Permitirá, além de promover a aprendizagem, desenvolver projetos de análise, provas de conceito, investigação e desenvolvimento, demonstrações detalhadas, entre outros.”

PARCEIROS NA QUALIFICAÇÃO

A escolha da NOVA IMS para o arranque deste projeto não é aleatória. Desde 2016 que a SAP tem com a escola uma parceria no âmbito da qualificação e certificação de profissionais, com o objetivo de suprir as carências de talentos qualificados com competências digitais. Pedro Simões Coelho, diretor da NOVA IMS, explica que desde o arranque desta parceria — que contempla, entre outras valências, a introdução de cadeiras SAP nas licenciaturas, mestrados e pós-graduações da instituição — já foram formados na instituição mais de 200 alunos. “Entre 30% a 40% destes alunos são profissionais estrangeiros que procuram a escola pela possibilidade de, em simultâneo ao seu curso, obterem também estas competências específicas”, explica o diretor da NOVA IMS.

Pedro Simões Coelho foca o estudo da IDC para clarificar a necessidade de reforçar a formação de profissionais na área de data science e transformação digital: “Em 2020, estaremos a formar menos 10% dos profissionais do que o mercado necessita nestas áreas.” Razão pela qual a escola aponta como estratégico o projeto de criação do SAP Next-Gen Lab e o contínuo desenvolvimento das ações de formação já em curso.

Luís Urmal Carrasqueira realça que o SAP Next-Gen Lab desempenha um papel chave no ecossistema de inovação nacional e na sua interligação a outros centros de inovação mundiais. As universidades que criem um destes laboratórios têm oportunidade de abrir novos canais de transmissão de conhecimento e de colaboração com outros líderes de pensamento na academia e na indústria (especialistas e parceiros SAP), em torno de tecnologias e metodologias de inovação que impulsionam a transformação digital de várias indústrias. Em paralelo, ampliam os recursos que têm disponíveis para a capacitação dos seus estudantes com competências para futuros digitais, ligam-se a empresas que estão a recrutar os líderes da próxima geração (através de alunos graduados com competências em transformação digital) e podem mostrar as suas startups a empresas que procuram gerar inovações disruptivas.

http://expresso.sapo.pt/economia/2017-12-02-SAP-traz-para-Portugal-laboratorio-de-inovacao