Dois investigadores do IGC recebem ERC Consolidator Grants

0
8902

Ana Domingos e Luís Teixeira, investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência, ganharam ERC consolidator grants do Conselho Europeu de Investigação (em inglês, European Research Council, ERC) para desenvolverem os seus programas de investigação na área de neurociências e metabolismo, e infeção e imunidade, respectivamente.

Ana Domingos, Investigadora Principal do Laboratório de Obesidade no IGC, está interessada em descobrir os mecanismos neurobiológicos subjacentes à obesidade. O seu grupo de investigação descobriu recentemente um elo de ligação entre o sistema nervoso simpático (SNS), o sistema imunitário e o tecido adiposo (gordura). O projeto, agora financiado pelo ERC em cerca de 2,75 milhões de euros, visa determinar os mecanismos moleculares que ligam os neurónios do SNS ao sistema imunitário e mapear as subpopulações de neurónios que inervam especificamente os diferentes tipos de gordura. “Mapear as moléculas que governam a ligação entre o sistema nervoso e o tecido adiposo irá abrir caminho para novas terapias anti-obesidade”, diz Ana Domingos. Em relação a este financiamento, a investigadora realça que “o ERC oferece o único mecanismo Europeu que financia investigação de forma adequada, e isto é especialmente importante em países como Portugal”.

Luís Teixeira, Investigador Principal do Laboratório de Interações Hospedeiro-Microrganismo no IGC, procura compreender como é que os insetos interagem com micróbios, incluindo vírus, um tópico da maior importância uma vez que muitas doenças virais são transmitidas para os humanos via insetos. Há alguns anos atrás, Luís Teixeira descobriu que uma bactéria chamada Wolbachia, residente na maior parte de espécies de insetos, confere aos seus hospedeiros uma proteção contra os vírus. Atualmente, a Wolbachia está a ser utilizada em mosquitos para combater os vírus da dengue e do zika. No entanto, ainda não se sabe completamente como é que esta bactéria interage com estes mosquitos ao nível molecular. O financiamento do ERC em 2 milhões de euros irá permitir a este grupo de investigação identificar esses mecanismos moleculares, nomeadamente através da caracterização dos genes de Wolbachia e do hospedeiro envolvidos na sua interação e na proteção anti-viral. “Este projeto permitirá perceber melhor, do ponto de vista da ciência fundamental, a simbiose com a bactéria intracelular mais comum em animais. Os resultados poderão também ter uma aplicação na luta contra vírus transmitidos por mosquitos”, diz Luís Teixeira.

Neste concurso, foram sete os investigadores de quatro centros de investigação de Lisboa na área das ciências da vida que ganharam ERC Consolidator Grants no valor total superior a 14 milhões de euros. Os outros investigadores premiados são Susana Lima, Joseph Paton e Michael Orger, da Fundação Champalimaud (FC); Mariana Pinho, do Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB-NOVA); e Luísa Figueiredo do Instituto de Medicina Molecular (iMM | João Lobo Antunes). Cada laboratório liderado por estes investigadores receberá entre dois e três milhões de euros.   Além destes sete investigadores, também uma investigadora da Universidade do Minho recebeu uma ERC Consolidator Grant na área das Ciências Físicas e Engenharias, perfazendo assim oito bolsas e mais de 16 milhões de euros para a ciência em Portugal.

Para o Comissário Europeu Carlos Moedas: “É com grande satisfação que vejo os mais recentes resultados dos investigadores em Portugal nas bolsas do Conselho Europeu de Investigação. Mais oito investigadores venceram agora a prestigiada bolsa “Consolidator Grants”, no valor total de mais de 16 milhões de euros. Fico ainda mais contente ao verificar que cinco deles são investigadoras. Em nome da Comissão Europeia, felicito todos os vencedores, exemplos da qualidade científica de Portugal!”

Neste concurso, o ERC avaliou 2 538 propostas de investigação, sendo que 329 (13%) serão financiadas.

Ana Domingos (à esquerda) e Luis Teixeira (à direita) receberam uma ERC Consolidator Grant. Credits: Sandra Ribeiro, IGC.

http://wwwpt.igc.gulbenkian.pt/pages/article.php/A=412___collection=pressReleases___year=2017