Acionistas dão luz verde à saída de bolsa da Sumol+Compal

0
9973

A empresa informa que a perda da qualidade de sociedade aberta foi aprovada por 93,79% dos acionistas.  É oficial. Trinta anos depois, a Sumol+Compal vai sair de bolsa. A decisão foi aprovada pelos acionistas em assembleia-geral. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa informa que a perda da qualidade de sociedade aberta foi aprovada por 93,79% dos acionistas.

“Na Assembleia Geral da SUMOL+COMPAL, S.A., hoje realizada, em que esteve presente ou representado 94,31% do capital social da sociedade com direito de voto, foi aprovada, nos seus exatos termos, a proposta apresentada no passado dia 28 de novembro de 2017 e imediatamente comunicada ao mercado (…) de perda da qualidade de sociedade aberta”, lê-se no documento. A saída de bolsa foi aprovada com o voto contra do BPI, que detinha o equivalente a 0,52% do capital da empresa. Caberá agora ao Conselho de Administração da cotada “promover, junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a tramitação necessária com vista ao cumprimento desta deliberação”. No final de novembro, a Refrigor e a Frildo, que juntas detém 85% do capital da empresa, pediram que fosse convocada uma assembleia-geral da sociedade para retirar a cotada de bolsa, justificando a decisão com a “reduzida dispersão do capital”.

https://www.dinheirovivo.pt/bolsa/acionistas-dao-luz-verde-a-saida-de-bolsa-da-sumolcompal/

COMPARTILHAR